quinta-feira, 20 de julho de 2017

Juvenatrix 187

Fanzine eletrônico de Horror e Ficção Científica editado por Renato Rosatti. São Paulo/SP, Ano 27,  Julho de 2017. 19 páginas.Internet: www.infernoticias.blogspot.com.br e www.juvenatrix.blogspot.com.br. Peça seu exemplar pelo e-mail renatorosatti@yahoo.com.br.

CAPA: Angelo Júnior, extraída do álbum de ilustrações “Fantasia, Luz & Sombra”.

HORROR E METAL EXTREMO: “Bloody Pit of Horror”, banda “Impetigo” (EUA) álbum “Ultimo Mondo Canibale” (1990).

DIVULGAÇÃO & NOTÍCIAS & CURIOSIDADES: Lista sugerida de filmes de horror, suspense e FC/Fantasia lançados nos cinemas brasileiros no primeiro semestre de 2017; Fanzine QI nº 145.

CONTO: “O Diário Mental de Taylor” (Angelo Júnior).

TEXTOS DE CINEMA: Os 50 melhores filmes de FC do Século XX (e 20 do Século XXI), por Marcello Simão Branco; Artigo originalmente publicado no fanzine “Megalon” 58 (2000), revisado e atualizado com a inclusão de novos títulos à lista.

QUADRINHOS: “A Última Bala” (Angelo Júnior)


sábado, 15 de julho de 2017

QI 145

Fanzine bimestral de informações e quadrinhos. Maio/Junho de 2017. Editor: Edgard Guimarães, Rua Capitão Gomes, 168, CEP 37530-000, Brasópolis, MG. Fone (35) 3641.1657. E-mail: Edgard.faria.guimaraes@gmail.com. 40 páginas, formato 15x21, capa com detalhe colorido manualmente, miolo PB. Assinatura anual: R$ 25,00. Edição gratuita em PDF no site da Editora Marca de Fantasia.

O fanzine QI, um dos mais longevos fanzines em atividade – ao lado do Tchê, de Denilson Reis – segue imprescindível aos fãs de quadrinhos.

Estruturado no estudo dos quadrinhos, especialmente os clássicos da era de ouro e prata, também publica HQs curtas, cartuns e ilustrações, mas o destaque vai mesmo para a parte jornalística.

A página 3 sempre nos traz a história e biografia de um personagem dos quadrinhos, esmiuçando detalhes sobre sua trajetória editorial. Nesta edição, “O Morcego”, criação de Wilson Fernandes para a editora Roval, em 1972. Herói nitidamente calcado nos clássicos Batman (Bob Kane) e Fantasma (Lee Falk), teve apenas uma edição publicada, tornando esta revista uma preciosidade, um verdadeiro tesouro dos quadrinhos nacionais.

A seguir curiosidades sobre Mickey, de Walt Disney (ou melhor, Floyd Gottfredson). Você sabe quando houve a mudança no desenho dos olhos do personagem, precisamente? Eu também não. Mais um mistério desvendado pelo arqueólogo Edgard. Também é mostrada uma censura nas histórias de Steve Canyon, de Milton Caniff.

Ainda com texto do editor, “Mistura de Estilos” falando sobre estas combinações inusitadas, já vistas em HQs Disney e até mesmo em uma aventura de Zé Carioca de Renato Canini, o maior de todos os Zés Cariocas em minha opinião e de muitos. Quando o desenho acadêmico encontra o cartunesco, cita também a participação de Rodolfo Zalla em uma situação de mistura de estilos de seu “Zorro”.

Lio Guerra Bocorny escreve sobre a revista de “Mazzaropi”. Hoje praticamente esquecido, Amacio Mazzaropi teve papel importantíssimo na cultura brasileira, apresentando o ‘caipira’ típico das regiões Sudeste e Centro-Oeste. Brasilidade perdida nos dias de hoje, recuperar a memória nacional é outro papel relevante prestado por QI e seus colaboradores.

“A Estranha”, por E. Figueiredo, é uma crônica sobre um dos males do século, que é a impessoalidade e a solidão. Apesar de não falar diretamente sobre HQ, merece reflexão por sua pertinência.

“Fórum”, a seção de cartas e mensagens, é mais do que isso. Simplesmente uma das seções mais importantes  do zine, sempre com notícias quentinhas e informações interessantes sobre quadrinhos. Algumas: Luigi Rocco comenta o lançamento dos álbuns de “Pita” e “Piparoti”, personagens de Daniel Azulay (a turma com mais de 40 vai lembrar da Turma do Lambe-Lambe); Shimamoto fala sobre sua participação na revista “Clássicos do Faroeste”, com a adaptação do filme “Matar ou Morrer” pela editora Outubro; José Augusto Pires fala sobre sua edição definitiva de “Terry and the Pirates”; Alex Sampaio comenta o mercado de quadrinhos europeus atualmente, incluindo os álbuns mais vendidos; finalmente, entre tantos destaques, Luiz Antonio Sampaio, verdadeira enciclopédia sobre o assunto comics, dá mais um show de informações e curiosidades sobre o assunto.

A Coluna “Mantendo Contato” de Worney (WAZ), espaço de palpitologia segundo seu articulista, traz sempre assuntos relevantes e desta vez os eleitos são: a nova revista editada pelo ‘papa’ Franco de Rosa, “Operação Jovem Guarda”, de Rubens Cordeiro; a volta do título de “Dylan Dog”, pela editora gaúcha Lorentz; e o lançamento de “Contos do Absurdo”, álbum de HQ da revista digital homônima capitaneada por Daniel Verdi e equipe, pela editora Discovery.

“Edições Independentes”, traz a ficha completa de dezenas de publicações alternativas, com reprodução de capas. Guia seguro para conhecer o panorama dos fanzines produzidos no período, que aumentou neste bimestre. Tem coisas bem interessantes para os curtidores dos fanzines.

Na parte dos quadrinhos e cartuns, destaco as participações de Eduardo Marcondes Guimarães, a brincadeira divertida de Chagas Lima com as “Lendas Brasileiras”, e o cartum da contracapa, de Edgard, sempre com textos inteligentes.

O encarte é mais um presente aos assinantes fiéis da publicação. Uma belíssima HQ do autor português José Pires, “Asas da Coragem”, com capa colorida e miolo PB, que conta a história da primeira travessia aérea do Atlântico Sul. Inicialmente publicada nos números 18 a 20 de revista “Seleções BD” (2ª Série) entre abril e junho de 2000.

Sempre surpreendente, e mantendo o sucesso do ‘formato’, QI é sempre uma grande diversão, e é isso que importa. Que perdure por muitos e muitos anos. 


quinta-feira, 6 de julho de 2017

Conexão Literatura 24

Está circulando o número 24 da revista eletrônica Conexão Literatura, editada por Ademir Pascale pela Fábrica de Ebooks.

A edição tem 59 páginas e destaca o trabalho de Conceição Evaristo, escritora mineira, ativista do movimento negro, autora de Insubmissas lágrimas de mulheres (2011) e Leves enganos e parecenças (2016), entre outros. A publicação traz contos de Edispon Lotério, Mirian Santiago e Jacqueline Colodo Gomes, crônicas de Misa Ferreira e Rafael Botter, e uma resenha de Ângelo Miranda ao livro Gratidão, de Oliver Sacks. Ainda aparecem entrevistas com os escritores Mariane Alves (Poetizando a rotina), Nicolas Silveira (Carcará-Man), Marcos DeBrito (Escravo de Capela), Aislan Coulter (Twittando com o vampiro), Daniel Malard (Planeta droga), Lanna Kamila (Moça estranha) e Sheila Ribeiro (Cabra cega).

A revista é gratuita e pode ser baixada aqui: http://www.revistaconexaoliteratura.com.br/2017/06/conceicao-evaristo-destaque-da-nova.html. Edições anteriores também estão disponíveis.
(Cesar R. T. Silva)

EDITORIAL

Nossa nova edição de Conexão Literatura destaca Conceição Evaristo, escritora e ativista do movimento negro, destaque da mostra do Itaú Cultural com suas “Escrevivências”. O que é bem interessante é que a escritora era leitora e fã de Carolina de Jesus, outra grande escritora que foi destaque da nossa edição anterior (edição nº 23). Confira a entrevista exclusiva que fiz com a Conceição nas páginas da revista.

Esse mês não trazemos a coluna “Conexão Nerd”, pois em seu lugar colocamos super audiolivros gratuitos. Basta clicar nos links indicados na página 03 da revista para ouvi-los gratuitamente, uma parceria que fizemos com a editora Alyá, que publica seus áudios através da plataforma do site Universidade Falada.

Como sempre, trazemos entrevistas com autores, crônicas, contos e dicas de livros.
Aproveite a nossa edição e compartilhe com os seus amigos.

Mas antes de terminar esse editorial, gostaria de deixar uma mensagem: faça mais pelo próximo. Reclamar é fácil e o que mais vejo hoje são pessoas reclamando nas redes sociais, seja sobre política, aumento dos preços, baixo salário, falta de segurança nas ruas, etc. Mas o que essas pessoas que reclamam tanto fazem pelo próximo? Vivemos em sociedade e devemos pensar no coletivo. Seja um exemplo, comece a fazer boas ações em casa, mostre para os seus filhos ou parentes que uma boa ação pode trazer grandes resultados. Seja um bom aluno(a) em sua escola, respeite os professores e seus colegas, pois esse é o local onde algumas pessoas se sentem reprimidas devido a apelidos e perseguições por causa das diversidades, sejam elas culturais, religiosas ou étnicas. Cuide das mesas e cadeiras das quais você senta todos os dias e pare de reclamar que elas estão quebradas, pois se elas estão assim foi porque algum aluno a quebrou. Trabalhe com honestidade e respeite o seu colega de trabalho, clientes ou funcionários, pois o que mais existe hoje são patrões opressores. Se o horário de entrada de um funcionário é 8h, 8h05 já é motivo para repreendê-lo e humilhá-lo, mas ele não levou em conta que esse mesmo funcionário se desempenha muito bem em suas funções, que ele tem filhos, reside distante do local e depende do transporte público. Se as pessoas fossem mais amigas e compreensivas, seja patrões ou funcionários, professores e alunos, membros de uma família, etc, pode ter certeza que o mundo ao redor de cada um seria bem melhor e mais feliz :)

Forte abraço e até a próxima edição ;)


Velta 2017

Demorou, mas saiu!

Por Emir Ribeiro

A nova edição dá sequência à série que estava em continuidade nas edições VELTA-2014 e VELTA-2015. Formato 22 x 16 cm, lombada quadrada, 68 páginas com 2 histórias inéditas em preto & branco, 2 capas coloridas. Nos roteiros, a enigmática Nefertite tem sua origem revelada, e demonstrando que não veio para brincadeira, derrota - ao mesmo tempo - Velta, Doroti e Denise (esta última, a nova alienígena surgida na edição VELTA-2014).

Como se não bastasse, Velta e Doroti vão parar num lugar ermo e gelado, onde são forçadas a se unirem para poder sobreviver. Um prelúdio para surpresas bombásticas que vem vindo no próximo ano de 2018, quando serão comemorados 45 (QUARENTA E CINCO) anos de criação da loura-detetive.

Preço de lançamento da VELTA-2017, incluindo a remessa em porte registrado: R$ 25,00 (vinte e cinco reais).

Para adquirir, deposite o valor na conta Nº 747-0, operação 001, agência 0548 da Caixa Econômica Federal (pode ser feito em qualquer casa lotérica). Em seguida, envie imagem do comprovante de depósito para os endereços abaixo, junto com o endereço para recebimento da edição. Confirmado o crédito, a edição será enviada - no máximo - dentro de três dias.


Emir Ribeiro
Caixa Postal 5068
CEP:58.051-970 - João Pessoa, PB


quarta-feira, 5 de julho de 2017

Múltiplo 9

Fanzine mensal de quadrinhos e informações editado por André Carin. Julho de 2017, 144 páginas, capa de Emir Ribeiro, contracapa de Júlio Shimamoto. Endereço: Rua Vicente Celestino, 56 – A – Bairro Santa Emília, Carangola – MG – CEP 36800-000. PDF em multiplozine.blogspot.com.br.
Contato: andrecarim@outlook.com. As edições impressas estão sendo disponibilizadas:  o combo das edições 1 a 4 já saiu (está quase esgotando, peça o seu!) e a pré-venda do Combo Múltiplo 5 a 8 já está sendo feita pelo editor, com preços excelentes.

Entre os destaques a entrevista com um dos grandes autores de quadrinhos brasileiros, o paraibano Emir Lima Ribeiro. Artista completo, que transita com competência por todas as vertentes dos quadrinhos, Emir sempre foi pródigo na construção de personagens - que até hoje desfilam por aí - como Velta (detetive particular, heroína), Michèlle (vampira, terror), Nova (andróide, ficção científica), Itabira (índio, aventura) entre tantos outros. Humilde, construiu sua carreira fantástica (que foi dos EUA à Europa) ao lado dos alternativos, sempre ajudando e colaborando com os editores independentes. Neste bate papo, ele conta um pouco desta história bacana ao editor André Carin.

A seguir duas HQs de Emir que foram colorizadas especialmente para esta edição. “Mudança de Atitudes”, com Nova e Homem de Preto e “Tudo por uma Garota”, protagonizada por Velta.

Na primeira aventura, Nova e o Homem de Preto esquecem o “politicamente correto” e dão o recado à um sujeito que passeia de automóvel com o som à toda altura; um flanelinha que tenta estorqui-los; um traficante chamado “Thiago Papangú” (ótimo nome!) e, finalmente, um policial de atitude abusiva. A seguir, Velta se envolve no resgate de uma mulher em cabaré de luxo, enquanto tenta voltar a tempo de preparar o jantar...

Quadrinhos: “Gueto”(Lagarto Negro, criação de Gabriel Rocha, com roteiro de Alcivan Gameleira e desenhos de Edvaldo Cardozo), “O Olhar do Vampiro” (André Carin e Marcelo Wilson), “Opla” (Glauco Torres), “Reparando os Erros” (Jeff Oliveira e Rodrigo Fernandes) e “O Resgate” (Agente Laranja, de André Carin, com desenhos de Reno).

Ilustrações: Luiz Prado, Dayani Lima e Nei Lima.

Tiras: “Coelho Nero” (Omar Viñole), “Kelly” (Gisela Pizzatto),”Mario” (Tako X e Alessandra Freitas), “A Voz do Louco” (Laudo) e tira de Alessandra Freitas e Jef.

Artigos: Gedeone Malagola (Ágata Desmond), livro “As HQs dos Trapalhões”, Divulgação de Fanzines e Fórum, com depoimentos de autores sobre “Referências na composição de HQs”.

A contracapa de Shimamoto traz a “Agente Laranja” em sua melhor forma, no traço marcante do mestre, fechando com chave de ouro esta brilhante edição de Múltiplo.



sexta-feira, 30 de junho de 2017

Juvenatrix 186

Fanzine eletrônico de Horror e Ficção Científica editado por Renato Rosatti. São Paulo/SP, Ano 27,  Junho de 2017. 17 páginas.Internet: www.infernoticias.blogspot.com.br e www.juvenatrix.blogspot.com.br.

Peça seu exemplar pelo e-mail renatorosatti@yahoo.com.br.

CAPA: Angelo Júnior, extraída do álbum de ilustrações Fantasia, Luz & Sombra, publicado pelo Clube de Autores. 

HORROR E METAL EXTREMO: Everyday I Must Suffer! / Banda: Carpathian Forest (Noruega) / Álbum: Fuck You All!!!! Caput Tuum In Ano Est (2006)

DIVULGAÇÕES:  “Dimensão do Delírio 2” (quadrinhos fantásticos) e “Assombrado” (Horror) ambos de Angelo Júnior;  Programa de metal “Legions of Death” na Metal Militia Web Radio; Fanzine “Boca do Inferno” 15.

CONTOS: “Papai tem Recado (Norton A. Coll),

TEXTOS DE CINEMA – “O Planeta dos Macacos; A Realidade no Espelho da Ficção (Angelo Júnior).

COMENTÁRIOS DE CINEMA – PARTE 32: “O Bebê Maldito II (EUA, 1994), “Despertar do Demônio” (EUA, 1987), “A Filha de Sarah” (EUA, 1994), “Ghoulies IV – Eles Estão Próximos! (EUA, 1994), “A Maldição dos Brinquedos” (EUA, 1998) e “A Noiva Assassina” (EUA, 1993).

QUADRINHOS: Olhos nas Trevas”, por Angelo Júnior.

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Cabal 5

Fanzine bimestral de Quadrinhos editado por Clodoaldo Cruz. Rua Dorival Borsari, 32, Vila Saul Borsari, CEP 14883-276, Jaboticabal, SP. Edição 14x20, 40 páginas, impressão 4x1 cores, capa de Ciberpajé, contracapa de Gazy Andraus. Publicação independente do Estúdio Cabal. R$ 9,90. Junho de 2017.

Quadrinhos: Cat’s City: Sem Paz (Clodoaldo/Nei Rodrigues), O Preço de uma Promessa (Airton Marcelino), Ousado Redesenho (Ciberpajé), Ecológica (Flávio Calazans), Lúcio (Reno/Nei Rodrigues), Nau dos Insensatos (Márcio Sennes) e Cat’s City: Quem tudo quer... (Clodoaldo/Luiz Iório).

Ilustrações: Alcione Silva, Hélcio Rogério, Reno, Shimamoto e  Luiz Iório.

Tiras: O Messias (Márcio Sennes).

Mais uma grande edição de Cabal, fanzine que abriga o universo ficcional barra-pesada de Cat’s City, policial dark noir com seres antropomórfico criado por Reno. Digno de louvores, esta edição mantém a regularidade bimestral e segue com sua ênfase nos quadrinhos e ilustrações, com destaque para as HQs de Cat’s City, sempre com qualidade na arte e surpresas no roteiro. O time de colaboradores é de peso, todos de altíssimo nível.

As participações de Ciberpajé e Calazans ajudam a abrilhantar ainda mais Cabal com suas artes personalíssimas e roteiros idem.

Em Ousado Redesenho, Ciberpajé noz traz em forma de poema, mais um conto de seu universo Aurora Pós Humana. Aqui a dualidade é expressa em belas imagens, representando a vida, seus desafios e  portas que devemos abrir – ou não – diariamente em nossas conexões. Decisões estas que irão afetar nosso futuro e de outras pessoas, desencadeando desdobramentos complexos de vários aspectos. Reflexão constante àqueles inquietos com os mistérios do viver.

Ecológica, de Calazans, traz a arte inconfundível deste artista singular, que possui uma obra riquíssima de quadrinhos, que Cabal nos presenteia em pílulas. Com enredos detalhados e ambientação e cenários idem, desta vez Flávio nos apresenta um bem humorado conto, inundado de natureza e boas vibrações advindas dela. E com aquele ‘gancho’ característico na obra Calazanista, que sempre nos reserva boas surpresas para a página seguinte.

Mestre Júlio Shimamoto continua como destaque absoluto, desta vez dando um show ao recriar Cat’s City em Xilo Plastic, técnica dificílima que só um artista completo, inquieto e sensacional como Shima encararia.

Cloadoaldo merece todos os elogios por este fanzine-revista, que prima pela qualidade do início ao fim, com trabalho editorial irretocável do editor.